Teste de carga para atestar a estabilidade da plataforma.

A Kroton vinha sofrendo com instabilidades em sua plataforma vestibulares.com.br, e para isso, estavam realizando um refactor dos módulos que apresentavam problemas e, com isso, uma grande dúvida pairava na cabeça do Luiz Coimbra e do Ricardo Cunha.

Com essas mudanças, a plataforma terá suas instabilidades de fato sanadas? E além disso, com essas alterações, a plataforma continua suportando o volume de acessos que costuma suportar?

Vale ressaltar que, o período em que a Kroton estava passando por isso, era em março/abril. Logo, o período de inscrição para os vestibulares do meio do ano estava se aproximando.

Trabalhando em conjunto do cliente para entender o cenário real.

A abordagem para a resolução do problema estava clara desde o início, porém o target a ser atingido não. Ou seja, parte do nosso trabalho foi também auxiliar o cliente a compreender qual era a quantidade real de acessos que sua plataforma tinha nos momentos de maior volume.

A proposta foi pensada como um projeto de teste de carga. Contendo a compreensão do sistema, criação dos robôs, monitoramento do ambiente alvo do teste a fim de compreender como os componentes se comportam, a execução do teste, análise dos dados, recomendações e mais uma execução para aferir os ganhos das recomendações sugeridas.

Um dos principais benefícios da implementação que podemos destacar é a forma como mergulhamos a fundo no negócio da Kroton. Passamos a compreender muito bem como funcionava o negócio do cliente, como a aplicação deveria se comportar nas integrações que possuía com os sistemas legados.

Entrega de alto nível como foco do time.

Mas o que mais abrilhantou os olhos da Kroton, foi a forma diligente com que nós conduzimos o projeto. Questionamos, fomos atrás das informações, interrompemos reuniões para que pudessem nos responder o que precisávamos entre outros pontos.

Enfim chegou o dia da execução. O ambiente para teste foi liberado em uma quinta-feira à tarde e o teste foi executado no mesmo dia no início da noite. Um dos pontos que sabíamos desde o início, era que, quaisquer sugestões que fossem levantadas deveriam ser compartilhadas de imediato com a equipe da Kroton, pois o tempo para quaisquer alterações era curto.

Logo, decidimos que a análise prévia, deveria ser feita in loco, nas dependências do cliente para facilitar a comunicação. 

Os resultados dessa primeira execução não foram muito satisfatórios, porém, devido à proximidade que tínhamos por estar in loco, 3 recomendações foram enviadas ao cliente logo na sexta-feira. A implantação dessas recomendações levou 2 semanas para serem concluídas e, logo após serem finalizadas, realizamos uma bateria de aferição.

Os resultados agradaram não somente a Keeggo, como também a Kroton, pois agora a plataforma suportava mais que o dobro do maior volume de acessos que eles já tiveram na plataforma. Isso trouxe um grande alívio e fôlego para todos da cia.

Hoje a plataforma já passou por outras várias atualizações, porém, sempre que há uma atualização significativa, nós atuamos como quality gate, garantindo que o sistema continuará apto a suportar o atual número de usuários, bem como um crescimento esperado pela cia.